Mindfreak é bicampeã do Confronto Intercontinental

Os jogadores que antes eram soberanos em sua região testemunharam dias sombrios no começo da sua jornada na HGC Copa América 2018. A primeira metade do ano não foi boa para os jogadores da Thunder Predator que viram sua hegemonia - que durava anos - sobre o norte acabar. Porém, há males que vem para o bem, pois a segunda metade de 2018 foi muito melhor do que a maioria do público esperava para a equipe mexicana.

HGC-Clash-Asset1.png

No último final de semana, Thunder Predator e Encore foram até Sydney, Austrália para disputar a grande final da HGC Copa América, além da chance de confrontarem o campeão australiano no Confronto Intercontinental pela vaga na BlizzCon. Seria mais uma chance da América Latina retornar a um torneio mundial de Heroes of The Storm.

HGC-Clash-Asset3.png

Os ares australianos fizeram muito bem aos mexicanos. O começo da melhor de sete contra a Encore foi avassalador por parte da Thunder. Com um completo domínio sobre a equipe brasileira, Sleepybear e seus companheiros construíram uma surpreendente vantagem de três a zero e pareciam prontos para vencer a final com um histórico quatro a zero. Porém, após uma pausa para o quarto jogo, a Encore se reorganizou e voltou a ser a equipe com a performance que todos esperavam. Após seis partidas emocionantes, como esperado de uma grande final do torneio mais importante da América Latina, a série foi para o último e decisivo mapa. Qualquer erro custaria o campeonato, o trabalho de um ano inteiro e a possível vaga para a Blizzcon. Os dois times mostraram o seu nervosismo dentro do campo de batalha, mas a partida não foi menos emocionante por isso. Pelo contrário: os times presentearam o público com um Resistência de Braxis acirradíssimo, com direito a duas defesas de núcleo. No final, Thunder Predator conseguiu a redenção completa. Depois de perder o trono no norte, o time da Thunder Predator não só o tomou de volta, como também expandiu os seus domínios e agora é rei da HGC Copa América.

HGC-Clash-Asset2.png

divider_sml.png

Mindfreak mantém seu domínio

Além do título regional, a Thunder Predator tinha mais um adversário para derrotar se quisesse chegar à tão sonhada Blizzcon. A equipe australiana da Mindfreak mais uma vez mostrou a sua força e venceu sua compatriota Crimson Gaming na final da HGC ANZ Premier Division. Com a derrota no primeiro mapa, tudo indicava que mais uma vez as equipes travariam uma batalha muito disputada e, a exemplo da primeira temporada, testemunharíamos uma série completa. No entanto, Mindfreak frustrou todos que esperavam por isso, dominando a Crimson Gaming e os derrotando por quatro a um. O poderio australiano foi tamanho que, no Confronto Intercontinental, as chances de vitória dos latinos não pareciam muito altas.

HGC-Clash-Asset4.png

A Thunder Predator começou o confronto surpreendendo a todos com uma vitória no primeiro campo de batalha. Talvez as chances mexicanas não fossem tão baixas assim afinal. Porém, sob a liderança de FAT94, a Mindfreak esfriou todos os ânimos dos jogadores e fãs da Thunder Predator, vencendo os próximos quatro mapas com larga vantagem sobre o adversário e mantendo o domínio do time sobre a sua região e também sobre a América Latina.

HGC-Clash-Asset5.png

divider_sml.png

Parabéns à Mindfreak pelo segundo título no Confronto Intercontinental e que tenham um excelente desempenho na Blizzcon. A América Latina mais uma vez dará todo apoio a vocês.